Bouquet de Isabel
Sérgio Ricardo
Casou Maria, com Zé casou
Jogou o bouquet
Solteirona Isabel pegou
Isabel…
No seu quarto, sozinha
e distante da gente,
chorando
desfolha um bouquet…

Isabel
Toda vez que uma amiga casava,
comprava um vestido
Se empoava pra ver
Se arranjava também casamento
Porque era um tormento
Viver sem ninguém
Mas o tempo passando esquecia
De dar-lhe algum dia
Um noivo também
E ela agora já sabe que a vida
Tornou-a esquecida
Por tudo e por quem

Isabel, diz num olhar esquisito
Num sorriso aflito :
- Pra que o bouquet … pra que ?
E nervosa ela desce o decote
E ajusta um saiote
Pra forma se ver
E ajeita o cabelo pra frente
Que a faz de repente
Rejuvenescer
E ao sair olha o quarto calado
Onde fica um passado
E pelo chão um bouquet

Acabou
Solidão
De Isabel