Dulce Negra
Sérgio Ricardo
Oh Linda Dulcenegra
Vou te coroar

Eu sou um nobre cavaleiro
Montado em burro de asa
Trago de lança uma vara
Que sustentava o varal
Fiz da cuia um capacete
Sete estrelas no topete
De resto só um bacamarte
Pro estouro que precisar

Oh Linda Dulcenegra
Vou te coroar

Vou botando o pé na estrada
Na mata e no vilarejo
Lamparina e percevejo
Rio brejo e cachoeira
Vou te pegar
Boto o retrato na carteira
Na corrida e na carreira
Que leva o teu caminhar

Oh Linda Dulcenegra
Vou te coroar


Passo por sete caminhos
Na ponta de sete setas
Vou por sete desatinos
Por certo em certo lugar
Sete vezes eu me arrasto
Por sete rios e montes
Na beira dos horizontes
Nos sete rumos do mar

Oh Linda Dulcenegra
Vou te coroar

No centro do outro lado
Do mar de sete caminhos
Com sete redemoinhos
No reino do rei do mar
Sete reis vou derrubar
Destronar sete rainhas
E eleger Dulcenegra
Magestade e coroar

Oh Linda Dulcenegra
Vou te coroar

Discos

2008_Ponto de Partida