Juliana Rainha do Mar
Sérgio Ricardo
Foi num dia de fevereiro
Tempestade no alto mar
Era eu e meus companheiros
Mais a morte a nos arrodear
Pela praia de pranto um rio
Rosa e reza contra um temporal
Euê euá
Era o encanto em canto de Iemanjá
Mas o milagre no dia clareou
E no mar o amarelo amarelou
Em seu véu todo vento se acalmou
Juliana
É concha clara no mar
Juliana
Meu valei-me valeu
Juliana
É a rainha do mar

Quando baixa a maré na areia
Surgem coisas que o mar cobriu
E uma história não verdadeira
Na vazante deixa o que mentiu
Foi num dia de Fevereiro
Rosa e reza beirando o mar
Euê euá
Concha clara neste marejar
Maré sobe maré maré subiu
Maré vaza maré maré vazou
Só restou do pecado o pecador
Juliana
É concha clara no mar
Juliana
Meu valei-me valeu
Juliana
É a rainha do mar