Tocaia
Sérgio Ricardo
Baixava a noite na mata
E havia um pressentimento
te cuida te esconde
apaga o teu rastro do chão

Havia mais que o silêncio
Na noite passada em claro
Batia no peito
o medo do amor se perder

De mais a mais tanta coisa
Ficando torta morta solta
Por onde ir amanhã
Rochedo contra as águas
Na brisa a pólvora no ar
Recado contra as mágoas

Do sonho tido em fração de tempo
Nunca sabido nem desvendado
Correndo em seta pelas picadas
Tropeçando cai nos braços dela
Nos beijos dela
No colo dela
No pranto dela

Não era noite nem dia
Era um tempo sem cor nem hora
Tocaia tocaia tocaia
E Lamarca a traição

Cravado por mil centelhas
Era o medo matando um homem
Não mata não mata é amado
E ninguém quis ouvir a voz
Nasce o sol
Na mata um boi desembesta
E corre sem parar
Ê boi
Fasta revivência

Discos

1973_Sérgio Ricardo