Vida Brasileira
Sérgio Ricardo
Eta vida brasileira
Que toda semana é uma canceira
O sério se leva em brincadeira
E nunca se encontra solução

Eta vida brasileira
É olho que seca a pimenteira
E a gente se perde na cegueira
Seguindo a bengala do patrão

Eta vida brasileira
É gente que é gente lavradeira
Com tanto alagado na lameira
Da mais faveleira multidão

Eta vida brasileira
Ladrão é quem passa na peneira
Decente se acaba na pedreira
E sem terra se lasca pelo chão

Eta vida brasileira
Memoria se perde na poeira
A estrela que brilha é estrangeira
Em meio a nossa constelação

Eta vida brasileira
Flagelo e miséria parideira
No norte é a morte carpideira
Caranguegeira da escravidão

Eta vida brasileira
A gente que arrasta esta bandeira
Não sabe da força sementeira
Que tem pra plantar uma nação

Eta vida brasileira
É tanta esperança cativeira
E só tem sem terra e capoeira
E Orixás dando fim à danação