filme_imagem/4-01.jpg
< 1 2 3 4 >
Juliana do Amor Perdido
longa metragem, 1968 // 1h32 - cor - 35mm

história, música e direção: Sérgio Ricardo
roteiro: Roberto Santos e Sérgio Ricardo
fotografia: Dib Lutfi
elenco: Maria do Rosário Nascimento Silva, Antonio Pitanga, Francesco di Franco e outros

sinopse: Um comerciante controla uma aldeia de pescadores, induzindo seu velho líder a fazer de sua bela filha, uma santa. Com isto mantém a comunidade presa à crença e ao trabalho escravo. Insatisfeita com a farsa que é obrigada a desempenhar ela foge com o maquinista do trem que passa próximo à aldeia mas é capturada de volta. Presa, consegue escapar e seguida pelos pescadores vai buscar o trem e é atropelada por ele durante a fuga. A aldeia passa a se martirizar todos os dias com o lamento do apito do trem, acionado pelo maquinista inconformado com sua morte.


prêmios e festivais:
- Exibido no Festival de Berlim, 1968
Corujas de Ouro (música e fotografia) do Instituto Nacional de Cinema, RJ, 1968
- Primeiro lugar no Festival de Cinema de Guarujá, Santos, SP, 1969
- Prêmio de melhor filme do Governador do Estado de São Paulo, 1969